Xô Piolho!

Gente, não sei se já aconteceu por aí, mas por aqui foi só chegar o frio, que já recebemos alguns comunicados da escola sobre casos isolados de piolho (Aí… Só de escrever, minha cabeça já coça! kkk). Conversando com algumas amigas, elas também comentaram que nas escolas dos filhos também tiveram casos.

Não é coincidência… Quando o clima esfria, as crianças permanecem por mais tempo em ambientes fechados, mais aglomeradas e próximas uma das outras. Desta forma, o inseto passa pela cabeça dos pequenos, através do contato direto entre os fios de cabelo (abraços, troca de gorros, elásticos, presilhas…)

A prevenção nessa idade é um pouco difícil! Lembro da minha mãe fazendo um super rabo de cavalo e pedindo para eu não soltar o cabelo quando recebíamos esses tipos de comunicados da escola!

Vale a pena ficarmos atentas e eliminar o “bichinho” de forma rápida e segura para os nossos filhos!

Os sinais mais frequentes são: coceira na cabeça, na nuca ou atrás da orelha.

Avalie sempre a cabeça e o cabelo dos seus filhos e encontrando o “invasor” (kkkk) sempre converse com o pediatra para que ele possa passar o tratamento adequado de acordo com a idade da criança.

Existem vários shampoos e loções para o cabelo além de medicamentos – comprimidos. (Mais uma vez, consulte sempre o pediatra!!!)

O famoso pente fino também auxilia na remoção do inseto e dos seus ovos (Lêndeas).

Como se trata de um inseto transmissível, tente manter o seu filho em casa, até ter certeza que não existem mais piolhos e lêndeas no cabelo da criança!

Você já passou por essa experiência com o seu filho? Como foi? Como tratou?

E sua cabeça? Está coçando tanto quanto a minha só de pensar no assunto?!?!kkk

Beijos!

piolho

 

Comentários

About Author