Temos o maior emprego de nossas vidas: somos mães!

14/12/2015

comente

Tratamento para Infertilidade – Coito Programado

Colaboradores

Vamos começar com uma sequência de posts sobre cada tratamento para infertilidade. Nossa colaboradora, Dra. Carla Iaconelli, especialista em Reprodução Humana, vai esclarecer todas as nossas dúvidas, principalmente das nossas batalhadoras “tentantes”.

Hoje ela vai falar sobre o tratamento de mais baixa complexidade: Coito Programado

Boa leitura!

Beijos!

coito programado

Infertilidade: Os tratamentos

Os tratamentos disponíveis para infertilidade são: coito programado, inseminação intrauterina, fertilização in vitro (FIV clássico ou ICSI). Os dois primeiros são considerados de baixa complexidade, pois não é necessário o uso de laboratório de manipulação de gametas (óvulos e espermatozoides). Já a FIV, que compreende a FIV clássica e a ICSI são de alta complexidade.

A Biopsia embrionária somente é possível de ser realizada em ciclos de FIV, que é a retirada de uma ou algumas células dos embriões para análise antes da transferência para o útero materno.

Veremos nos posts seguintes cada uma dessas técnicas, as indicações e resultados.

Coito programado

Hoje vamos iniciar pelo tratamento menos complexo, o coito programado ou relação programada. Para indicação do método existem critérios mínimos, como espermograma normal, ausência de alterações anatômicas penianas como hipospádia e de distúrbios da ejaculação como a ejaculação retrograda; a ovulação deve ser constatada por ultrassonografia (em ciclo natural ou estimulado por medicamentos), controle ultrassonográficos devem demonstrar 3 folículos maiores ou menos, ausência de alterações no colo do útero e cavidade uterina, trompas comprovadamente prévias e saudáveis (ao menos 1 delas).

O ciclo é obrigatoriamente monitorado por ultrassonografia e em momento oportuno deflagra-se a ovulação para que o casal tenha relações sexuais. Não há como controlar o número de embriões se houver mais de 1 folículo maior, sendo aumentada a chance de gêmeos e até de trigêmeos. Nos casos em que houver mais que 3 folículos maiores o ciclo deve ser cancelado ou convertido para fertilização in vitro.

Este geralmente é o primeiro passo no tratamento de casais que tenham todos os exames normais, mulheres jovens com menos de 35 anos e com pouco tempo de infertilidade. A taxa de gravidez é em torno de 18% ao mês com as indicações acima.

Esta técnica pode ser tentada 3 ou 4 vezes e se não obtiver êxito outra técnica de maior complexidade poderá ser indicada.

Normalmente o próximo passo seria a inseminação intrauterina, mas lembrem-se que as condutas em reprodução humana são sempre individualizada e as vezes é indicado a FIV na falha do coito programado.

No próximo post discutiremos a inseminação intrauterina, fiquem ligadas!

carla-300x300

Dra. Carla Iaconelli – Ginecologista e Obstetra pela FEBRASGO, especialista em Reprodução Humana Assistida pela SBRA, mestra em Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Consultório Jardim Paulista 30513121
contato@carlaiaconelli.com.br
facebook.com/Dra.Carla.Iaconelli
Instagram @dra.carlaiaconelli

 

Promovida @ Mãe

0    comentários
3  AMEI!

Deixe uma resposta

clique aqui para carregar a versão desktop

© promovida @mãe - Todos os direitos reservados | DESIGN: my wishes gallery | programação: webonfocus

Muitas das imagens aqui divulgadas não são de nossa autoria. Se alguma foto for sua e você desejar que
ela seja creditada ou removida, por favor entre em contato. Obrigada. contato@promovidaamae.com.br

já curtiu a nossa fanpage?
siga o nosso instagram:
@promovidaamae

© promovida @mãe - Todos os direitos reservados | DESIGN: my wishes gallery | programação: webonfocus

Muitas das imagens aqui divulgadas não são de nossa autoria. Se alguma foto for sua e você desejar que
ela seja creditada ou removida, por favor entre em contato. Obrigada. contato@promovidaamae.com.br