Ser mãe de menino

Quando eu era adolescente, e já falava que queria ser mãe um dia, dizia que gostaria de ser mãe de menina. Achava que tinha mais a ver comigo, sempre me achei feminina, gostei de me arrumar, enfim, jurava que teria meninas. Kkkkkkkkk
O tempo passou e depois que casei e resolvemos liberar a fábrica, sonhei um belo dia que estava com meu filho em meus braços, amamentando-o no sofá da casa da minha mãe. Ela estava do meu lado, olhando a cena com admiração e amor….
Acordei emocionada, pois foi um sonho lindo e tão real…
Quando descobri a gravidez do Rafael eu tinha certeza que era um menino. Por causa do sonho e pelo instinto mesmo… Eu ia direto nas coisas azuis, mesmo ante de descobrir o sexo,  quando entrava em alguma loja. As vendedoras até perguntavam: “Vai ter um menininho né?”. Hehehe
Bom, a pessoa aqui que nunca imaginou ser mãe de menino, hoje tem dois e AMA!!!
Hoje acho que esse universo azul tem tuuuudo a ver comigo, pela praticidade (que facilita e muito minha vida) e paparico que ganho deles e amo!!! Hahaha. Aproveito mesmo! Eles são suuuuper carinhosos. O Rafa olha sempre nos meus olhos, bem no fundo e diz: “Mamãe você é linda. Eu te amooooo”. Claro que me derreto toda!!!! Ele não dorme um dia sem dizer isso.
Por outro lado tive que aprender a ver desenho de menino, gostar de brinquedo de menino, que pra mim antes não tinha a menor graça… Hoje curto muito! No fim, me encantei pelo universo, sou super bagunceira, adoro uma farra e a gente se diverte demais!!!
Digo que tudo tem os dois lados e devemos aproveitar o melhor, independente se é menino ou menina. É ou não é?
Beijos


Comentários

About Author