Saiba quando a criança deve ser avaliada pelo endocrinopediatra – Por Dra. Paula Pires

Você sabe a importância e papel do endocrinopediatra?

Este médico não trata apenas da Obesidade Infantil, mas também de outros problemas de saúde que podem afetar bebês e crianças.

Nossa colaboradora Dra. Paula Pires vai explicar quando procurar este especialista para seu filho filho(a).

Fique de OLHO!

Beijos

b9dfe216c47dd4fb528afc7b5da56acf

O endocrinologista é o especialista responsável por tratar os transtornos das glândulas endócrinas, responsáveis pela produção dos hormônios. Durante a fase de crescimento do indivíduo, qualquer alteração nessa produção, pode prejudicar o desenvolvimento metabólico do organismo. A Endocrinologia Pediátrica é a área da medicina responsável pelo diagnóstico, tratamento e acompanhamento das doenças relacionadas a essas disfunções hormonais, desde o nascimento da criança até o final da adolescência, por volta dos 20 anos de idade. As doenças que o endocrinopediatra acompanha com mais frequência são: baixa estatura, obesidade, puberdade precoce, diabetes, alterações nos hormônios da tireoide, hipertensão e qualquer doença relacionada a alterações na produção de hormônios e metabolismo dos ossos. Assim como as doenças apresentadas durante o pré-natal, como hipoglicemia, distúrbios da diferenciação genital e hipotireoidismo congênito (diagnosticado no teste do pezinho).

Dra. Paula Pires é endocrinologista infantil com título pelo Congresso Brasileiro Pediátrico de Endocrinologia e Metalobologia. “É importante que a criança seja acompanhada por um endocrinologista infantil desde o nascimento para verificar se o crescimento e desenvolvimento estão seguindo dentro dos padrões normais.” Explica a Dra. Paula Pires endocrinologista da Clinica Essenza.

Uma criança deve ser avaliada pelo endocrinologista infantil quando:

– Apresentar-se persistentemente abaixo da curva de crescimento, ou com baixa velocidade de crescimento;

– Diagnosticada com Diabetes tipo I (diabetes juvenil);

– Encontrar-se em sobrepeso, risco para obesidade ou complicações, como níveis elevados de colesterol, triglicérides, alterações da glicemia;

– Apresentar hiperatividade e alterações no desenvolvimento escolar, aumento do volume do pescoço (tireoide), principalmente se tiverem historia familiar de alterações de tireoide;

– Apresentar sinais de puberdade precoce (crescimento de mamas ou testículos, aparecimento de pelos pubianos, odor) antes dos 8 anos na menina e antes dos 9 anos no menino;

– Tiver história de uso crônico de corticoides, ou historia de fraturas recorrentes com deformidades ósseas.

Imagem1

Dra. Paula Pires:

  • Especialista em Endocrinologia, Metabologia e Clínica Médica.
  • Especialista em Endocrinologia Pediátrica.

Como endocrinologista e clínica geral, atua nas mais diversas áreas da medicina, sempre com uma visão global do funcionamento do corpo humano. Atende todas as faixas etárias, desde a infância, seguindo o crescimento, a puberdade e o desenvolvimento até o envelhecimento e suas alterações hormonais características. Atualmente atende os pacientes em consultório próprio na Clinica Essenza em São Paulo.

Créditos:

Dra. Paula Pires endocrinologista da Clinica Essenza

http://www.clinicaessenza.com.br/#!aclinica/y8sr4

Comentários

About Author