Quando meu filho vai aprender a amarrar o tênis?

Este é um marco para criança. Amarrar o tênis é uma tarefa difícil e lembro bem o quanto meus pais me ajudaram… Eu fiquei suuuuper feliz quando consegui!!!
É preciso ter paciência para ensinar e sempre em momentos que não estamos com pressa, pois requer tempo e atenção especial pros pequenos.
Meu mais velho ainda não tem tanta coordenação, mas já se interessa e treinamos de vez em quando.
Andei pesquisando e tem até brinquedo de madeira para ajudar neste processo. Muito interessante!!!!
Vocês mamães que já ensinaram os filhotes têm alguma dica especial? Mandem pra gente!!!
Abaixo um texto bem bacana falando sobre o tema.
Beijos
Super fácil e barato de fazer pra criançada treinar!
Este é o modelo de madeira que citei acima.
Amarrar os sapatos pode até parecer um ato mecânico e simples de realizar. Mas, para as crianças, essa atividade também significa um marco, pois proporciona benefícios para a auto-estima, evolução cognitiva e independência. Para conseguir dar o nó nos cadarços do tênis, ela precisa ter desenvolvido uma série de capacidades que, muitas vezes, passam despercebidas pelos adultos.
Para colocar essa habilidade em prática, a criança precisa de maturidade e maturação neurológica, explica  Cláudia Tricate, diretora pedagógica do Colégio Magno/Mágico de Oz e mãe do Felipe, da Júlia e do Bruno. “É uma operação complexa, que envolve várias etapas, de segurar bem os cadarços até apertar os nós”.
As crianças costumam aprender a dar laço lá pelos cinco ou seis anos, quando já têm domínio de tudo o que é necessário: habilidade motora com as duas mãos, percepção visual, espacial e temporal, bem como capacidade de sequenciação de movimentos. Não é pouco não!
Para a vice-presidente do departamento de saúde mental da Sociedade de Pediatria de São Paulo, Miriam Ribeiro de Faria Silveira,  filha de Adélia e Messias, amarrar o próprio sapato proporciona uma sensação de liberdade e de poder cuidar um pouquinho melhor de si.
Como estimular
O aprendizado pode ser estimulado tanto pela família quanto pela escola. No colégio Magno/ Mágico de Oz, é usada uma estratégia de ensinar uma parte do processo por vez: alinhar os cadarços, fazer o primeiro nó, depois formar o laço à medida que os alunos vão pegando prática. Fazer a atividade com uma criança treinando com os cadarços de outra também dá bons resultados.
O importante é ter muita paciência e insistir na repetição, pois não será de primeira que o filho conseguirá memorizar todo o procedimento para amarrar os sapatos. “O ato de amarrar os sapatos carrega consigo conquistas subjetivas, pois possibilita que a criança vá ganhando autonomia”, conta Cláudia.
E se demorar para a criança aprender?
Cada criança tem o seu tempo para realizar cada tarefa e, na maioria das vezes, com um pouco de treino e dedicação, ela conseguirá aprender. Vale prestar atenção se você — mãe ou pai –, na correria do dia a dia, não acaba tirando a oportunidade de seu filho aprender. Dois erros que os pais acabam fazendo: amarram eles mesmos ou optam pela praticidade dos fechos com velcros.  Com sua orientação e um pouco de paciência,  deixe seu filho desatar esse nó na aprendizagem.
Para ajudar
Cruzar os cadarços, passar por baixo, puxar firme, dar uma volta com o cadarço nos dedos… Para simplificar um pouco, a professora americana Eileen Sloan  desenvolveu um cartão de plástico com furos que ajudam às crianças a amarrar os sapatos.

É colocar o cartão sobre o tênis, ir seguindo a sequência de movimentos indicados e fazer o laço. Ao terminar, é só tirar o cartão sem danificar o nó.

FONTE: Pais & Filhos

Comentários

About Author