Prurido do traje de banho

Já ouviu falar em Prurido do traje de banho?

Nas últimas férias um dos meninos ficou com o bumbum cheio de bolinhas. No primeiro momento achei que fosse picada, mas depois que aumentou achei estranho.

Passei uma pomadinha e foi sumindo. Por coincidência vi no Instagram uma foto que me chamou atenção pela semelhança e vi que se tratava de Prurido do traje de banho. Nunca tinha escutado falar.

O local das bolinhas era exatamente onde fica a sunga, por isso o nome. E coçava bastante.

Não é nada grave e some mesmo em uma semana no máximo. Mas fica o alerta abaixo sobre o que é e como evitar!

Beijocas

Coceira não é normal! Muito pelo contrário, ela é um alerta de que pode haver algo de errado com o organismo. A coceira pode ser causada por diversas coisas, como micoses, alergias, brotoejas, dermatite e etc. Nos últimos tempos, uma doença pouco conhecida entre as mamães anda chamando a atenção de pesquisadores.

O Prurido do traje de banho é uma dermatite que causa uma coceira intensa e acontece especialmente sob os trajes de banho de crianças.

A colaboradora do Alô Mamãe, Cristina Broilo – que é médica de família e comunidade, explica que o prurido do traje de banho ocorre devido a proliferação e aprisionamento de um tipo de larva sob os trajes de banho dos pequenos. “Essas larvas, sem poder escapar, acabam liberando uma substância que provoca as lesões e o prurido – parecido com a urticária”, conta a médica.

Número de casos de prurido do traje de banho vem crescendo!

Cristina nos informou que os primeiros casos de prurido do traje de banho descritos no Brasil ocorreram em Ubatuba – São Paulo, em 2001. Depois disso, outros casos foram relatados no estado de Santa Catarina, em 2007.

Neste verão 2016/2017, após um tempo sem aparecer, apareceram relatos de novos casos da doença com as mesmas características clínicas. De acordo com Cristina, a sociedade médica está acompanhando as pesquisas, que irão comprovar se esses os casos estão sendo causados pelo mesmo agente etiológico.

Como prevenir

Mesmo antes da conclusão das pesquisas de identificação das larvas, já existem critérios clínicos para orientações efetivas no tratamento do alívio dos sintomas. Caso haja suspeita de lesões limitadas à área de traje de banho, Cristina indica que você tome os seguintes cuidados:

– Mantenha os trajes de banho limpos. Não deixe que o biquíni ou a sunga sequem no corpo da criança

– Veja se a área de banho está própria para as crianças brincarem e mergulharem

– Caso surjam dúvidas sobre o local de banho, procure um guarda-vidas local. Ele estará instruído para orientar os locais com mais probabilidade de correntes quentes – nesses locais, há maior predomínio de águas vivas, larvas, etc.

– No caso de identificação de lesões, mantenha a área limpa. Lave de forma suave com água corrente e, de preferência, gelada. A água gelada diminui a sensação de coceira

– Não coce nenhum ferimento, principalmente com as unhas. Coçando, você pode infectar a área por micro-organismos que temos embaixo das unhas e, por isso, causar infecção secundária

Atenção, mamães: Caso essas medidas não sejam suficientes para prevenir ou tratar os sintomas, procure um médico clínico para confirmar o diagnóstico e indicar o tratamento correto.

FONTE: Blog Grão de Gente

Imagem Instagram

 

Comentários

About Author