Papai manda bem!!!

Recentemente fomos a um evento super bacana que discutimos bastante a importância da presença dos pais para o desenvolvimento dos nossos filhos. Tivemos uma mesa redonda com alguns pais e eles foram unânimes a dizer que muitas vezes eles não participam mais da vida dos filhos, porque as mães não permitem… Sabe aquela coisa de mãe leoa que quer dá conta da cria sozinha?!?!

E isso me fez refletir sobre as minhas condutas também! Graças a deus meu marido é um paizão! Daqueles que dá banho, troca fralda, coloca para dormir, etc. Está sempre presente em nossas vidas e faz questão de dedicar todos os momentos de folga à família. Mas percebi que ele não fazia mais porque eu não deixava…

E precisei passar por um momento muito difícil para delegar funções que até então eu achava que somente eu era capaz de fazer para minhas filhas!

Vou contar para vocês como foi esse aprendizado…

Como já escrevi aqui no blog, com 30 semanas de gestação da Luísa eu perdi meu tampão mucoso e tive que ficar de repouso até o final da gravidez (veja o post aqui). Foram semanas bem difíceis e angustiantes pois, além da preocupação da possibilidade de um parto prematuro eu já tinha a Laurinha! E como é difícil fazer repouso quando já se tem um filho….

Fui obrigada a delegar praticamente todos os cuidados da Laura para o André. E vejam como a cabeça de mãe funciona… Até então eu nunca tinha deixado ele sequer dar um remédio para a Laura ( e ele é médico!!!!!!!).

Graças a deus ele me surpreendeu! Até trança no cabelo da Laura ele fez!!!! Claro, que tinha dias que ela saia com o cabelo daquele jeito… Com a “maria chiquinha” toda torta, roupas sem a menor combinação… Kkkkk… Mas eu fingia que não estava vendo e até elogiava!

Enfim, com esse repouso aprendi que os pais dão conta de quase tudo que fazemos e basta sabermos realmente delegar e incluí-los em todo processo. Vale a pena também entender que cada um pode fazer de um jeito mas que o resultado sempre será amor e dedicação para os nossos filhos.

Esse repouso deu a possibilidade do André e a Laura conviverem de uma forma tão intensa, que a relação dos dois cresceu e se fortificou ainda mais! Me acabava de chorar de emoção, quando via os dois juntos se divertindo pra valer!

O que era para ter sido um período ruim se transformou em algo fantástico! O meu amor pelo meu marido transbordou ao ver todo o carinho, comprometimento e amor que ele estava tendo com a nossa filha e por outro lado, facilitou muita quando a Luísa chegou, pois a Laura estava segura e confiante com o pai. Ela sabia que apesar de, no início, eu ter que me dedicar mais ao bebê, ela não ficaria jamais só, ela tinha o pai amado e querido do seu lado!!!!

Portanto mamães, se eu puder dar um conselho à vocês seria: permitam a participação ativa dos papais! Aprendam a delegar funções e incentivar a presença deles em todos os momentos possíveis com os filhos! Amor, carinho e dedicação nunca será demais para os nossos maiores bens!!!!!!

Beijos!!!!

paternidade

Encontrei esse vídeo lindo que mostra de uma forma universal o papel do pai na vida de uma criança. Vale a pena assisitir!

 

Comentários

About Author