O que você nunca deve falar para uma mãe adotiva

Um dos episódios dessa segunda temporada do Promovida a Mãe TV no YouTube foi sobre adoção (veja aqui). Foi lindo! Eu que já admirava as pessoas que tem essa vocação, esse amor no coração, fiquei mais fã ainda!!!

Outro dia, pesquisando sobre o assunto encontrei um texto sobre o assunto e fiquei chateada em ver que muita gente ainda não lida bem com esse tema! Achei um absurdo pessoas inconvenientes que insistem em fazer comentários desagradáveis, grosseiros e até ofensivos.

Infelizmente nem todo mundo tem bom senso! À partir disso, encontrei uma lista de 15 coisas que nenhuma mãe adotiva – ou mãe do coração – deveria ser obrigada a ouvir.

Achei muito bacana poder compartilhar isso com vocês! Afinal todo ser humano merece respeito e essas mães tão cheia de amor são dignas de total admiração e carinho!!!

Vale a pena lembrar que “DNA não define amor”!

Boa leitura e boa reflexão!!!

Beijos!

1- É seu filho? Mesmo?

Filho é filho, independente do DNA! Se alguém diz “Olá, esse é meu filho”, simplesmente não fique duvidando disso, OK?

2- A gravidez foi uma fase linda na minha vida! Você não sentiu falta disso?

Se essa mãe realmente tentou engrravidar e por algum motivo não conseguiu, esse tipo de pergunta poderá magoá-la!

3- Vocês tentaram engravidar? Você ou seu marido tem algum problema?

Caso você não seja uma pessoa íntima, esse tipo de pergunta pode ser extremamente grosseira e invadir a privacidade dessa mãe!

4- Mas você buscou algum tratamento para engravidar?

Apenas respeite a sua decisão! Afinal, esses tratamentos podem custar uma fortuna ou essa mãe pode apenas ter optado por adotar!

5- Você pensa em ter filhos biológicos?

Será que fazendo essa pergunta você não pode passar a sensação de que ter um filho biológico é muito melhor do que um adotivo? Isso é um absurdo! Pense bem…

6- A sensação não deve ser igual do que ter um filho de “verdade”, né?

Vejam quantos erros e crueldades nessa frase!!! Primeiro, o filho adotivo também é um filho de verdade! Mais uma vez, filho não é definido pelo DNA e sim pelo amor!

7- Você conhece a mãe verdadeira dele?

Que tal para para pensar que a mãe verdadeira da criança em questão é a mãe adotiva!!!

8- Ele já sabe que foi adotado? Foi difícil essa conversa?

A maioria das famílias lidam com o assunto de forma natural e tranquila. Mas e se para aquela mãe ainda está sendo difícil falar sobre isso? Não vale a pena arriscar, né?

9- Como é a relação da criança adotada com os outros filhos?

Fazendo essa pergunta você já está deixando escapar um certo grau de preconceito… Lembre-se que a única diferença é o útero! O amor é o mesmo!

10- Nossa! Vocês até que são parecidos! Ele parece seu filho de verdade!

Isso não é um elogio! Fique atento! Mais uma vez, aquele é o seu filho de verdade!!!!

Comentários

About Author