Mudanças e cuidados com a pele durante a gravidez – Por Dra. Maria Helena Garrone

Oi gente. Tudo bem com vocês? Recebemos um texto super interessante da Dermatologisma Dra. Maria Helena Garrone, sobre as mudanças que ocorrem na pele durante a gestação e cuidados necessários para mãe e bebê.
Vale a pena conferir esse post importante e informativo.
Beijão

Gestantes

– Quais as maiores mudanças acontecem na pele durante a gravidez?
Durante a gravidez, a pele da gestante passa por algumas mudanças decorrentes principalmente das alterações hormonais características deste período. Muitas destas alterações são transitórias e se resolvem espontaneamente após o término da lactação. Outras exigem cuidados específicos nos período da gestação, amamentação e após o término da lactação.
Podem surgir manchas acastanhadas no rosto, conhecidas por melasma ou cloasma; a região das aréolas e mamilos ficam mais escuras e pode surgir a chamada linha nigra, linha acastanhada localizada na região infra-umbilical. Alguns nevos melanocíticos, conhecidos por pintas, podem ficam mais escurecidos.
Existe uma maior fragilidade vascular, o que pode ocasionar o surgimento dos chamados vasinhos nos membros inferiores principalmente, mas podem surgir em outras regiões como face e colo.
Algumas pacientes, já com certa predisposição, podem ter uma leve piora da acne desencadeada pelo aumento dos níveis hormonais.
Outras podem notar a piora ou até mesmo o aparecimento de celulite, principalmente em região de coxas e glúteos. Esta piora é observada devido às alterações hormonais, à diminuição da atividade física e às alterações circulatórias que ocorrem neste período.
Na maioria dos casos, os cabelos e unhas tendem a ficar mais fortes e com crescimento mais acelerado neste período.
Estrias são de aparecimento relativamente comum na gestação, principalmente nos casos em que a paciente está acima do peso ou ganha muitos quilos durante a gestação. Esta alteração se dá pela distensão excessiva e conseqüente ruptura das fibras elásticas da pele. Os locais mais acometidos são as mamas, abdomen e glúteos.
– Como tratar essas mudanças?
Muitas destas mudanças são temporárias e de resolução espontânea. Entretanto algumas orientações e cuidados devem ser seguidos.
O uso de protetores solares com índices de proteção UVA e UVB elevados. Existem várias marcas no mercado, com diferentes texturas, indicados para cada tipo de pele. Além disso, deve-se evitar a exposição direta ao Sol durante o período de gestação.
Pode-se fazer drenagem linfática manual, de acordo com a orientação do seu obstetra, de 1 a 2 vezes por semana, começando normalmente após 12 semanas de gestação. O uso de meias compressivas ajuda a evitar o edema de membros inferiores, o aparecimento de vasinhos e melhora a circulação, ajudando também a evitar o aparecimento da celulite.
A gestante deve usar um bom creme hidratante que promova uma hidratação bastante consistente desde o início da gestação para que a pele fique bastante hidratada e tolere a distensão nos meses finais da gestação, evitando o aparecimento de estrias.
– Como deve ser a rotina de beleza de uma grávida com relação à pele do rosto e do corpo?
A gestante deve ser orientada a usar produtos específicos e adequados para a sua pele.
Os produtos devem incluir um gel de limpeza, um filtro solar pela manhã, associado ou não a um agente hidratante leve, hidratante para a região de contorno dos olhos e um hidratante com antioxidante à noite.
Para a pele do corpo, a gestante deve aplicar hidrante no corpo todo após o banho e utilizar os cremes específicos para as áreas das mamas, abdômen e glúteos.
– Por que boa parte dos tratamentos em clínicas não são indicados para gestantes?
Na maioria das vezes, os tratamentos não são indicados para as gestantes por 2 motivos.
Muitos tratamentos sabidamente causam algum tipo de dano ou efeito indesejável ao feto e por isso são proibidos durante a gestação.
Outros diversos tratamentos dermatológicos ou estéticos não apresentam nenhum tipo de estudo ou comprovação científica de que são procedimentos seguros para serem realizados em gestantes, não tendo seus efeitos sobre os fetos bem determinados. Logo, opta-se, para segurança da mãe e do bebê, por não se realizar estes procedimentos que não tem a segurança determinada.
– Que tratamentos uma grávida pode seguir sem restrições?
A gestante está autorizada a fazer usos dos cremes prescritos para rosto e corpo pelo seu dermatologista. O uso do protetor solar também pode ser feito diariamente.
A drenagem linfática manual pode ser realizada 1-2 vezes por semana a partir da 12ª semana de gestação ou sob orientação de seu obstetra.
– Ela está liberada para alguns aparelhos? Quais?

As empresas fornecedoras dos aparelhos utilizados em dermatologia não recomendam seu uso em pacientes gestantes. Exceções devem ser analisadas caso a caso entre o dermatologista, o obstetra e a paciente.

 
(Foto: Pinterest)

Dra. Maria Helena Garrone

Médica Dermatologista
(11) 3088-9333
Comentários

About Author