Temos o maior emprego de nossas vidas: somos mães!

21/03/2017

comente

Morte súbita em bebês

Mamães e Papais

Gente, só de escrever o título desse post já me deu um arrepio! A morte súbita é uma das coisas que nos deixa muito aflitos, né? Lembro de acordar no meio da noite para checar se as meninas estavam respirando, se estava tudo bem!

Fora que muitas vezes as informações chegam um pouco desencontradas. Por exemplo: devo colocar o bebê para dormir de lado? De bruços? De barriga para cima? Cada hora você escuta um palpite e isso vai gerando uma certa insegurança e pânico!

Li uma matéria super explicativa que abordava o assunto. Acho muito importante sabermos a causa e os possíveis cuidados para evitar essa tragédia!

Espero que acalme um pouco os corações dos pais de recém nascidos! Aproveitem para discutir com o seu pediatra sobre o assunto e esclarecer dúvidas e medos!

Beijos!

morte súbita

O que é a Morte Súbita em bebês:

A Síndrome da Morte Súbita em Lactentes (SMSL), também conhecida como Síndrome da Morte Súbita da Infância (SMSI) ou Morte do Berço, é caracterizada pela morte inesperada do bebê com menos de 12 meses. O problema ocorre em geral durante sono, sem evidências claras ou causas específicas.

O que pode causar maior incidência:

Os casos de morte súbita são mais comum em climas frios e quando os bebês são expostos ao tabaco – depois que nascem ou mesmo antes, durante a gestação.

O problema acontece geralmente com bebês colocados para dormir de bruços, principalmente antes dos 6 meses de vida. Também são mais frequentes quando os recém-nascidos são colocados para dormir junto com os pais ou com objetos (bichinhos, cobertas, entre outros).

Principais causas:

A teoria mais aceita  atualmente é a que defende que o problema ocorra pela imaturidade do sistema nervoso central dos bebês.

Este estágio não desenvolvido do sistema neural poderia alterar as seguintes funções do organismo do bebê:

  • mecanismo de despertar e do sono;
  • padrão respiratório;
  • controle dos batimentos cardíacos;
  • temperatura corporal.

Como evitar:

Infelizmente não existem exames a serem feitos que possam antecipar o problema, seja na gestação ou após o nascimento.

  • nunca deitar o bebê de bruços antes dos seis meses;
  • não colocar cobertores e objetos (bichinhos) no berço;
  • evitar travesseiros ou colchões fofos;
  • não usar protetores de berço;
  • evitar exposição ao fumo.

Após os seis meses, quando a criança sozinha muda de decúbito, não é preciso colocá-la mais de barriga para cima.

Fonte: A revista da Mulher

Kika Nalli

0    comentários
2  AMEI!

Deixe uma resposta

clique aqui para carregar a versão desktop

© promovida @mãe - Todos os direitos reservados | DESIGN: my wishes gallery | programação: webonfocus

Muitas das imagens aqui divulgadas não são de nossa autoria. Se alguma foto for sua e você desejar que
ela seja creditada ou removida, por favor entre em contato. Obrigada. contato@promovidaamae.com.br

já curtiu a nossa fanpage?
siga o nosso instagram:
@promovidaamae

© promovida @mãe - Todos os direitos reservados | DESIGN: my wishes gallery | programação: webonfocus

Muitas das imagens aqui divulgadas não são de nossa autoria. Se alguma foto for sua e você desejar que
ela seja creditada ou removida, por favor entre em contato. Obrigada. contato@promovidaamae.com.br