Mitos sobre a amamentação

O mundo da maternidade é maravilhoso! Mas temos que nos preparar para os inúmeros palpites, sugestões, dicas, etc que iremos receber ao longo da vida.

Vamos escutar muita coisa legal que poderá acrescentar e facilitar a nossa vida de mãe, porém temos que saber filtrar muitas informações! Lendas e mitos podem gerar medo, insegurança e atrapalhar todo um processo que poderia ser bem natural.

Foi por isso que selecionei para vocês alguns mitos sobre a amamentação! Espero que ajude!

Beijos!

1- Seio pequeno produz pouco leite: a produção do leite não depende do tamanho da mama! Eu tenho seios super pequenos e até doei leite de tanto que produzia…

2- Beber cerveja aumenta a produção do leite: não é aconselhável a ingestão de bebidas alcoólicas durante a amamentação. Comigo a ingesta de água funcionou muito bem! Era eu beber água para sentir meus seios mais cheios!

3- Bebês precisam de tomar água: o leite materno já possui toda água e nutrientes que o bebê precisa.

4- O leite “ficou” fraco: a composição do leite materno varia durante o período da amamentação, mudando de acordo com o crescimento do bebê.

5- Bebês que mamam no peito precisam ser amamentados a cada 3 horas: é aconselhável a livre demanda. Além de fortalecer a ligação entre mãe e bebê, a sucção constante ajuda a estimular a produção de leite.

6- Se o bebê não arrotar ele não irá fazer uma digestão adequada: o arroto é apenas o som feito pela emissão do ar que ficou armazenado no estômago. Não tem nada a ver com a digestão.

7- Mulheres com prótese de silicone não podem amamentar: Não existem artigos que comprovem que o peito com silicone pode ser prejudicial ao bebê. O que pode acontecer é que a mãe que fez o implante pela auréola pode ter problemas no fornecimento do leite materno.

8- Mulheres com mamilos planos ou invertidos não podem amamentar: é claro que o seio com um mamilo proeminente fica mais fácil, porém as mães com esse tipos de mamilos não devem desistir de amamentar! Procure uma ajuda especializada, converse com o seu médico.

amamentação-7

 

Comentários

About Author