Microcefalia e o vírus Zika – Por Dr. Flávio Santana

Há 1 ano nos deparamos com o início do aumento do número de casos de microcefalia no Brasil. Mas o que é microcefalia? Por que esse aumento no número de casos aconteceu? Podemos nos proteger? Nossos bebês, já nascidos, correm risco? Enfim, o que realmente esta acontecendo?

Começamos definindo microcefalia: Sabemos que microcefalia é um termo médico antigo, derivado do grego ( micro=pequeno , kephale=cabeça ), ou seja, significa que o tamanho da cabeça é menor do que o normal, para determinada idade, sexo e raça, e que existem várias causas de microcefalia, sejam elas ocorrendo durante o período da gestação ou após o nascimento. Estas, felizmente, menos frequentes.

micro 2 microcefalia 2

O que vem acontecendo, e já esta comprovado, é o aumento do número de casos de microcefalia pelo surgimento de uma nova causa em nosso meio, a microcefalia causada pelo vírus Zika, que agride os cérebros de nossas crianças ainda na gestação durante seu desenvolvimento. Ou seja, mamães que pegaram o vírus na gestação e passaram para seus bebês ( já conhecíamos outras causas semelhantes, tão importantes quanto, mas menos frequentes, como a rubéola, a toxoplasmose e o citomegalovírus).

Como consequência dessa agressão, teremos uma geração de novas crianças nascidas com problemas neurológicos diversos, que afetam de forma importante o seu desenvolvimento, além de problemas já conhecidos, tais como, oftalmológicos, auditivos, ortopédicos, dentre outros. Conhecer totalmente a evolução dessas crianças daqui pra frente ainda é um desafio.

E como nos proteger? O que sabemos até agora é que evitar a picada do mosquito, o Aedes aegypti, o mesmo da dengue e da chikungunya, é a principal forma de proteção. Então, eliminar o seu reservatório, ou seja, todos os locais de água parada, associado `a proteção direta com repelentes, mosquiteiros, colocação de telas em casa, dentre outras medidas,  é extremamente importante. Mas, além disso, a transmissão sexual também já é conhecida, e a recomendação é sexo com preservativo por 6 meses após o contagio com o vírus. A amamentação é livre.

E os nossos bebês já nascidos? Felizmente, a infecção pelo vírus Zika fora do período gestacional não causa microcefalia, mas como todo quadro viral,  pode levar a outras complicações, inclusive neurológicas, como a síndrome de Guillain-Barré, e necessita acompanhamento com o seu pediatra.

microcefalia

1

Dr Flavio R. Santana
Neurologista Pediátrico pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP
Neurologista Pediátrico do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes – UFAL
Diretor acadêmico da Sociedade Alagoana de Pediatria
Membro titular da Sociedade Brasileira de Neurologia InfantilFacebook : facebook.com/drflaviosantana
Instagram : @drflaviosantana
Comentários

About Author

1 comentário