Melasma – Por Dra. Sabrina Talarico

O melasma é algo que aflige muito as mulheres, principalmente as que já engravidaram. Mas o que realmente são essas manchas? Quais os tratamentos disponíveis?

 

Atenção mamães! Conversamos com a nossa colaboradora, dermatologista, Dra. Sabrina Talarico, e pedimos para que ela pudesse falar um pouco sobre o Melasma. Recebemos muitas dúvidas e questionamentos sobre esse tema e nada melhor do que uma super especialista para falar do assunto!

Melasma é o nome de uma condição em que as células responsáveis por produzir o pigmento da pele funcionam de maneira exagerada dando origem a manchas. Não se conhece todo o processo de formação, mas sabemos que existe uma predisposição genética e uma participação hormonal envolvida. Por isso o melasma é mais comum em mulheres e pode piorar com o uso de hormônios (seja pílula anticoncepcional ou reposição pós menopausa) e no período gestacional.

Infelizmente pouco, ou quase nada, podemos fazer a respeito dos fatores acima descritos. Mas podemos atuar no outro fator fundamental para o seu aparecimento: a exposição solar!

As radiações UVB e UVA são as que tem uma participação mais importante, mas não são as únicas! Já existem estudos mostrando a participação da luz visível , luz fria (sim! A emitida pelas lâmpadas do escritório, pela tela do computador e do celular!) e do infravermelho (ou seja o calor mesmo que sem luminosidade).

Tratamento fundamental:

Por todos estes fatores o tratamento número um é o de um comportamento de proteção solar! Uso diário de filtro solar de preferencia de 50 para cima e com cor ou associado a maquiagem, para proteger também contra a luz visível, evitar exposição nos horários mais quentes do dia, em situação de exposição mais intensa repassar o filtro a cad 2-3 horas e associar vestuário de proteção (camisetas, chapéu, óculos escuros…etc)

Outras opções de tratamentos:

Além disso existem produtos com ácidos que aceleram a renovação celular,  inúmeros produtos clareadores e procedimentos como peelings, microagulhamento e alguns laseres. É importantíssimo lembrar que no caso de gravidez alguns deste tratamentos ficam limitados para não prejudicar a saúde do bebê.

Vale ressaltar que o melasma é, infelizmente, uma doença crônica. Portanto exige que os cuidados e o acompanhamento sejam contínuos! Mesmo obtendo bons resultados se o tratamento for suspenso é possível, e bastante provável, que o problema retorne e/ou se agrave.

É sempre indispensável a avaliação e acompanhamento de um dermatologista para indicar os melhores tratamentos para cada caso.

Dra. Sabrina Talarico

Graduada pela Faculdade de Medicina de Santo Amaro

Especialização em clínica médica e dermatologia pela PUC Campinas

Especialização em Dermatologia Avançada pela UNIFESP

Preceptora na unidade de Cosmiatria, Cirurgia e Oncologia da UNIFESP

Fellow pelo Hospital da universidade de Miami (foco em cirurgia dermatológica, laser e tecnologias).

Clínica Talarico:

www.talaricodermatologia.com.br

Telefone: (11) 5579-9331

Instagram: @talaricodermatologia

Facebook: talarico dermatologia

 

Comentários

About Author