Promovida a Mãe – Por Alice Woerner

Abrimos este espaço novamente para mamães e papais que queiram dividir conosco e com nossos leitores sobre a experiência de ser Promovida a Mãe e Promovido a Pai!

Acreditamos nesta troca linda e rica de experiências, que ajudam a tornar a maternidade leve e próxima, afinal aprendemos diariamente com os pequenos e com o que buscamos, não é mesmo?

Hoje a participação é da querida mamãe Alice Woerner, que vive na Alemanha e nos mostra como é criar filho(s) em um país diferente, sem família, babá, etc..

Boa leitura!

f7dca761-6057-4a8a-aea8-bc8eb483654e

Ser promovida a mãe foi e está sendo a experiência mais maravilhosa da minha vida. O trabalho mais lindo e feliz que eu já tive.  Sempre tive uma pontinha de medo em ter filhos em outro país, longe da família, sem babá, sem ajuda em casa….lembro quando contei para algumas amigas que estava grávida do Lucas (hoje com 1 ano e 8 meses) e elas me perguntavam se eu tinha certeza que não ia ter alguém para ajudar e eu sempre dizia, que não sou a única a não ter ajuda. Na Alemanha ninguém tem babá. Meu marido que é alemão, viu pela primeira vez na vida uma babá vestida de branco quando estávamos de férias no Brasil. Porém, a estrutura do país ajuda muuuuuito a você poder cuidar sozinha do seu filho! Acho incrível como tudo aqui facilita a vida. Foi uma surpresa extremamente positiva e feliz!

1a729d3d-57a0-4f02-acb9-530f3f26056a

Tive um parto natural maravilhoso, no mesmo dia que saímos do hospital, uma doula veio em casa para ver como estava o Lucas. Essa mesma doula veio durante 2 meses na minha casa para pesar, ajudar com a amamentação, tirar dúvidas, enfim, uma tranquilidade incrível. O mais bacana é que não tive que pagar nada por isso. Todos os gastos são por conta do plano de saúde e todas as mulheres tem esse direito.

Na minha academia tem berçário, então depois do parto, assim que minha médica liberou para voltar a fazer atividades físicas, levei o Lucas comigo e pude voltar para ginástica (ele tinha apenas 8 semanas de vida, o mascotinho de lá). Era maravilhoso. Tinha algumas horinhas do dia tempo livre para mim, podia tomar banho com calma, ir na sauna, lavar o cabelo….e ele ficava quietinho dormindo e sendo paparicado no berçário !!! Aqui você pode levar bebês em restaurantes e ninguém olha feio! É super normal. Faço tudo com o meu filho. Vou no médico, andamos de metro ( as estações tem elevador para facilitar o acesso com carrinho) supermercados, shoppings, saímos pra jantar… Aliás, eu fico impressionada como as crianças aqui se comportam bem em restaurantes. Não brincam com Ipad ou celular, não tem babás para distrair e mesmo assim sabem se comportar! Elas desenham, leem livros…

Outra coisa que também adoro por aqui, são os parques ao ar livre!!! Parece que tem um a cada esquina. Amo como o Lucas pode ficar solto, brincar no parquinho e não preciso ter medo da segurança. As ruas não são esburacadas e possuem guias rebaixadas para carrinhos de bebê e cadeira de rodas. Ou seja, posso fazer tudo com o carrinho sem precisar que alguém me ajude a carregar! Todas essas coisas ajudam  e facilitam muito a vida para quem tem bebês ou crianças pequenas.684fc4a9-2655-4085-8f6d-d8c0eb4062c9

O fato de ter 1 ano de licença maternidade também é um luxo que o país nos proporciona. Pude curtir muito o primeiro ano, ficar grudadinha no meu pequeno, cuidar dele como sempre sonhei e amamentar sem a preocupação de ter que voltar a trabalhar. Quando o Lucas tinha 4 meses fomos com ele pela primeira vez para o Brasil. Tava super preocupada como seria o vôo, um bebê tão pequeno e tantas horas no avião…E foi tudo ótimo!! Ele praticamente dormiu as doze horas e acordou um pouco antes de aterrissar. Os dias no Brasil com a família  e amigos também foram maravilhosos e todos curtimos muito!!07910c77-8106-433c-b5a7-540886282867

Amo ser mãe, tenho a alegria e o privilégio de estar em casa e poder cuidar o tempo todo do meu filho.  Temos uma rotina super estruturada, que é essencial para que tudo funcione e facilita muito a vida…um marido que ajuda muuuuuito e a sorte de ter sogros apaixonados pelo neto, que toda semana estão presentes!

Estamos esperando agora o segundo Baby e espero que a experiência seja tão feliz quanto a do primeiro!!

eebe5437-fa28-4a0e-9374-7d30cad263e3

Comentários

About Author