Importância do Brincar

Vocês já pararam para pensar o quanto o brincar é importante para o desenvolvimento de uma criança?!?!
Daí surgem um montão de dúvidas… Será que estou deixando realmente o meu filho brincar? Será que estou estimulando com brinquedos e brincadeiras certas para a faixa etária? E nos dias de hoje que as crianças já nascem sabendo mexer num Ipad?!?!
Para nos orientar melhor e nos dar dicas sobre o brincar, pedimos ajuda para
Terapeuta Ocupacional Maria Emília Briant, do Nutie.
Aproveitem bastante para brincar muuuuito com seus filhos!

Brincar é a vida da criança e a melhor forma de avaliar e acompanhar seu desenvolvimento. Desde bebês é fundamental que o adulto ofereça atividades que enriqueçam seu cotidiano com informações sensoriais para que aos poucos elas se tornem agentes do seu desenvolvimento.
Brincar com grãos, água, massinhas caseiras e objetos multi sensoriais vai ser parte fundamental para um bom desenvolvimento.
Algumas crianças apresentam dificuldades nesse processo, então levantamos alguns sinais que nos ajudam a perceber um atraso através da observação do brincar:
· Não demonstram interesse por brinquedos relativos à sua idade
· Reage excessivamente a toque, gosto, sons, odores.
· Baixo tônus muscular cansa-se facilmente
· Atraso nos marcos do desenvolvimento ou aquisição prematura demais
· Não gosta de atividades motoras apropriadas a idade
· Levam tudo à boca
· Jogam os brinquedos
· Tem um tempo de exploração muito curto

Dificuldades deste tipo nos dão uma pista de que existe um atraso no desenvolvimento das funções cognitivas como memória, atenção e linguagem e muitas dessas crianças podem ser beneficiadas com atendimento de Terapia Ocupacional. Dessa forma, nas sessões de Terapia Ocupacional a criança é estimulada a brincar e o adulto/terapeuta faz uma mediação para que ela tenha mais iniciativa e possibilidade de exploração.

É fundamental que os pais ofereçam atividades em casa, com poucas opções, dando um modelo e em um espaço organizado. Brincar é a vida da criança, é através dele que ela aprende e se desenvolve.
Um outro aspecto importante diz respeito ao processamento sensorial, a dificuldade em receber e processar as informações sensoriais prejudica de forma importante a interação da criança com o mundo e seu brincar. Isto afeta diretamente sua aprendizagem. A criança deve ser capaz de explorar com as mãos, aceitar diferentes texturas, buscar atividades e se manter nelas por um tempo maior. Dificuldades nesse processo prejudicam seu desenvolvimento global.
Os desenvolvimentos motores e cognitivos estão ligados, dessa forma, na TO também trabalhamos aspectos motores, uma criança que é capaz de sentar, por exemplo, tem mais possibilidades de explorar o mundo do que uma criança que fica deitada a maior parte do tempo. Dessa forma, o trabalho em equipe com a fisioterapeuta e a fonoaudióloga é fundamental para potencializar o desenvolvimento das crianças.
Maria Emília Briant
Terapeuta Ocupacional
Mestre em Ciência pela FMUSP
Especialista em intervenção precoce pela PUC-SP
Especialista em Integração Sensorial pela Universidade do Sul da Califórnia
 
Comentários

About Author