Furo de orelha de bebê

Quem é mãe de menina sabe que ficamos super ansiosas para furar a orelhinha da nossa bebê. O primeiro brinquinho é um evento para as famílias. Tem mães que guardaram os seus primeiros brincos para usarem na filha (cuidado!!!), alguns padrinhos fazem questão de presentear o bebê com o primeiro brinquinho… Enfim, é um momento especial!
Geralmente, a maioria das maternidades, não fazem a furação durante a internação do parto. Algumas até indicam enfermeiras que atendem à domicílio.
Então?!?! O que devemos levar em consideração?!?! Primeiro, converse bastante com o seu pediatra e veja o que ele recomenda, pois as opiniões são bastante divergentes.
Vou tentar colocar em tópicos algumas dúvidas que tive e alguns esclarecimentos baseados na pediatra das minhas filhas!
Espero que sirva de guia para vocês, mamães ou futuras mamães de princesinhas!!!
Beijos!

1-  Quando devo furar a orelhinha da minha filha?
Alguns pediatras liberam à partir do 15º dia de vida. Uma das coisas que adoro na nossa pediatra é que ela é muito cautelosa! Ela libera à partir do 3º mês de vida! Achei muito fundamentadas as explicações que ela nos passou:
– Nos primeiros meses de vida, qualquer infecção pode ser muito perigosa. Apesar de ser raro de acontecer, alguns bebês podem desenvolver um processo de infecção local
– Outro fator é a vacinação. O bebê estará mais protegido se já tiver tomado as primeiras doses das vacinas, principalmente Tétano e Hepatite.

2- O bebê sentirá mais dor, se fizer a furação um pouquinho mais tarde?
Não. A dor é a mesma. Como se fosse uma “picadinha” igual a dor da vacina

3- Qual o melhor tipo de brinco?
– Brincos de ouro maciço ou de aço inoxidável, esterilizado.
A furação da Laura foi feita com o próprio brinco (de ouro maciço). Já a da Luísa foi feita com o brinco de aço cirúrgico com um dispositivo próprio (tipo um grampeador!!!). Achei a furação da Luísa muito melhor, em termos de conforto para o bebê, precisão da posição do furo e mais estéril, uma vez que o brinco não entra em contato com nada!
– Brincos pequenos com as tarraxas fixas e que cubram a pontinha do brinco.

4- Posso usar algum anestésico?
Com as duas eu utilizei o Emla e foi muito tranquilo! A Luísa nem chorou!!!
Você precisa ir aplicando com 1 hora de antecedência até 10 minutos antes da furação.

5- Quais os cuidados a serem tomados após a furação?
– Não retire o brinco por pelo menos 2 meses, para que a cicatrização do furo fique perfeita.
– Nesse período, higienize o local com álcool 70%. Eu molhava um cotonete no álcool e passava em torno do furo e na orelhinha . Geralmente após o banho.

6- Quais os sinais de infecção?
– região avermelhada
– dor
– saída de secreção
– sangramento
Caso qualquer um desses sinais apareçam, entre em contato com o seu pediatra!

Comentários

About Author