Complicações na Gravidez

Aquele velho ditado “Cada gravidez é de um jeito” realmente é verdade!
A gravidez da Laura foi maravilhosa! Tirando os enjoos dos primeiros meses, correu tudo bem! Me sentia super disposta e trabalhei até quase o final da gravidez.
À princípio tinha vontade de ter parto normal, mas como cheguei em 39 semanas sem indícios nenhum, resolvemos não arriscar e programar o parto.
A Laura nasceu de 39 semanas e 6 dias, M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A (mãe coruja!!)
Já a gravidez da Luísa não foi tão fácil assim! Desde os primeiros meses de gestação já sentia contrações e tomei Progesterona praticamente a gravidez toda!
No dia que completei 30 semanas, acordei às 05:30 da manhã com uma sensação de estar molhada. Acordei o meu marido e quando ele acendeu a luz do quarto, vimos que estava perdendo uma secreção amarronzada.
Fiquei desesperada! Ligamos correndo para minha obstetra que nos orientou à ir para um pronto atendimento.
Chegando lá, fui imediatamente examinada e os médicos constataram que eu tinha perdido o meu tampão mucoso!
Nossa gente, passa um filme na nossa cabeça! Ainda mais eu, que era uma profissional da  área da saúde e meu marido médico…
Perdi o chão! E a única coisa que eu pensava era que a Luísa não poderia nascer tão prematura.
Minha médica me orientou a fazer repouso quase que absoluto, além de tomar muito líquido e aumentar a dosagem da progesterona.
Aí esbarrei num outro dilema: como fazer repouso com uma criança, super ativa, em casa?  Eu já estava com aquele sentimento de culpa de que por mais algumas semanas teria que dividir a atenção da Laura com o bebê e estava tentando passar o maior tempo possível com ela…
Além da preocupação constante de um parto prematuro, estava muito chateada pela Laura.
Conversava muito com as duas!!! Para a Laura explicava, na linguagem dela, o porque da mamãe estar o tempo todo deitada, que todas as vezes que ela quisesse ela poderia ficar ali comigo, etc… Já com a Luísa (dentro da minha barriga) pedia para ela ter calma, que tudo teria a sua hora, que ela estava tão quentinha e protegida lá dentro que era para não ter pressa.
Enfim, segui à risca todas as recomendações médicas e no final tivemos até que agendar a cesárea da Luísa! Ela nasceu de exatas 38 semanas, linda e forte!
Disso tudo, tirei uma  lição: nada é por uma acaso! Essa complicação serviu para que eu sossegasse, repensasse várias coisas da minha vida e descansasse um pouco. Além disso, aprendi a delegar várias funções para o meu marido e o relacionamento dele e da Laura se estreitou muito!
Acho que apesar de tudo nos tornamos uma Família mais forte e unida!!!
E você? Passou por algum susto? Como foi?

À espera da Laura
À espera da Luísa
Comentários

About Author