Como manter a motivação para treinar – Por Vanessa Furstenbergerae se cuidar e ter

Quem nos acompanha sabe que somos super a favor da mamãe se cuidar e ter um tempo para si.

Mesmo gostando de atividade física, não são todos os dias que estamos super motivadas a malhar.

Por isso, hoje nossa colaboradora e personal trainer Vanessa Furstenberger dá dicas para a gente não deixar a peteca cair!

Está super legal! Boa leitura!

Beijos

d400e474e87f220abad3a4cc9d6cf355

Diante de tantos desafios impostos pela rotina diária (trabalho, estudo, horários, filhos, dentre outras situações) a disposição para praticar atividade física acaba sendo esmagada pelas inúmeras obrigações que o dia a dia impõe. Por isso, manter a motivação e o foco no treino é tão fundamental para que os resultados não fiquem comprometidos. Hoje eu listo 4 técnicas que podem ser usadas para aumentar ou manter a motivação nos treinos o ano inteiro.

1) Treinos criativos com variação de estímulos, com metas a serem alcançadas geralmente tornam os atletas profissionais ou amadores mais motivados a treinar. Podemos sempre apresentar metas a cada treino para que o atleta tenha que alcançá-las e dê sempre o seu melhor.

2) Para quem quer adotar a corrida como modalidade esportiva, é interessante introduzi-la na rotina de forma gradual e sem querer atingir metas muito além do que se possa conseguir. A preparação é aos poucos, com um volume mais baixo assim como a intensidade dos treinos também. Assim que a corrida for incorporada, e se torne algo mais fácil de ser concluída, podemos intensificar gradativamente o treinamento (evoluir na corrida sem atropelar etapas). É importante que aos poucos o corredor comece a sentir os benefícios e isso fará com que a inclua nos seus dias como hábito sentindo até falta de correr nos dias que não treina.”

3) A partir do momento que o corredor inicia a participação em provas e as conclui, terá a sensação de dever cumprido, vitória pessoal – entenderá que valeu a pena cada treino realizado e que a regularidade dos mesmos faz com que ele corra mais ou mais rápido. Sentido-se então motivado a treinar cada vez mais para evoluir nas distâncias ou diminuir seus tempos nas provas.

4) Para os iniciantes em qualquer modalidade esportiva, a estética e performance são consequências de regularidade e dedicação com treinos e alimentação adequada. Se estimulamos por exemplo o corredor a treinar de maneira regular e a se alimentar de forma adequada, para assim perceber uma mudança em qualquer um dos quesitos anteriores conseguimos fazer com que o foco fique no treino para atingir o emagrecimento ou uma melhora na performance.

 

Sobre Vanessa Furstenberger

Vanessa Furstenberger, 42 anos, formada em Educação Física desde 1995 é personal trainer e treinadora de corrida. Mesmo trabalhando na área, consumiu moderadores de apetite para emagrecer desde os 14 anos de idade e assim foi até sua segunda gestação em que engordou 25 kg. Vanessa conta que sua vida sempre foi um “engorda e emagrece”. Até que em 2009 preparou uma aluna para correr e consequentemente começou a praticar a modalidade para entender e melhorar seu desempenho como coach em corrida. A modalidade transformou Vanessa de “dentro para fora”, em um ano a personal eliminou 40 kg dos 98 kg atualmente Vanessa pesa 61kg  com 15.5% de gordura corporal, buscando a taxa de 12%. Além disso, o emagrecimento rendeu cinco pódios de provas de corrida, no asfalto (4º lugar), corrida de obstáculos (2º lugar) e 3 pódios consecutivos em uma prova de montanha ( 1º lugar por categoria, 3º lugar por categoria e 2º lugar por categoria) – o mais recente em 28/02/2016. “Uma glória para uma ex-obesa que perdeu 40kg aos 40 anos de idade; me sinto muito vitoriosa por ter conquistado o corpo que sempre sonhei sem medicamentos, sem cirurgia e sem ficar sem comer, o que é melhor. Completa Vanessa Furstenberger.

 

www.runandlife.com.br

Comentários

About Author