Chupar o dedo

Tive muita sorte das meninas não chuparem o dedo. Além de ser um hábito visualmente feio é super prejudicial.
A maioria dos especialistas atribuem esse hábito até os 2 meses de vida como algo reflexo. Depois, como parte da fase de exploração mão-boca. Após isso, ela pode continuar a sugar para ter uma sensação de prazer ou acolhimento.
Este hábito deve ser encarado como um problema sério e pode acarretar algumas alterações como:
– aparecimento de maloclusões (dentes desalinhados)
– alteração no formato do palato (céu da boca)
– Alteração no crescimento dos ossos da face – principalmente da Maxila
– distúrbios de fala
– alteração no padrão respiratório
O ideal é remover esse hábito o quanto antes, pois, quanto mais cedo for a sua remoção, mais chances de reverter os possíveis problemas.
A remoção não é fácil e chega até a ser comparada com a dificuldade de um adulto em abandonar um vício.
Existem diversos métodos para tentar interromper esse mal hábito.
Fiz uma listinha das formas que eu acho mais fácil e viável para tentar ajudar vocês!
Beijos!!!
– Se perceber o hábito nos primeiros meses de vida, tente substituir essa necessidade de sucção, pela chupeta ortodôntica. Existem vários modelos e marcas no mercado (veja post sobre chupetas aqui)
– Invista na amamentação: a criança que é amamentada, dificilmente terá a necessidade de sugar o dedo.
– Tente observar os momentos em que seu filho recorre à sucção do dedo para tentar entender o motivo da necessidade desse hábito e propor outras atividades para distraí-la
– Mantenha as mãos do seu filho ocupada: mudança no foco de atenção pode ajudar!
– Deixe a criança decidir que isso é um problema
– Utilize um sistema de recompensas
– Ofereça para a criança a opção de chupar o dedo em determinados horários e momentos: dessa forma, aos poucos você irá reduzindo a frequência.
– Nunca use reforço negativo, brigas e gritos.

 

Comentários

About Author