Birras (Socorro)

Birra era um assunto que eu não achava que passaria tanto dentro da minha casa….
Quando eu não tinha filhos e, não entendia absolutamente nada sobre isso de verdade, olhava uma criança fazendo escândalo em um shopping e achava um horror! Que os pais não sabiam educar aquela criança, que ela devia ser mimada e que todas suas vontades deviam ser feitas.
Aiai, doce ilusão. A gente paga a língua depois que é mãe diversas e diversas vezes não é não??? rsrs
Antes mesmo do meu primeiro filho chegar no Terrible Two, que dizem ser o marco disso, as birras começaram. E daquele jeitinho que eu ABOMINAVAAAAA.
Se jogava no chão, gritava, cuspia a comida, jogava os brinquedos e por aí vai… (se identificam?)
Isso me frustrou muito no início, me sentia triste e esgotada, péssima mãe, que estava fazendo algo de errado (e podia mesmo estar fazendo de vez em quando).
Tentei diversas formas de contorná-las, mas confesso que a gente pena muito. Ora eu colocava para pensar, ora tirava o brinquedo do momento, ora dava uma ignorada… Mas o que mais funciona em casa é uma boa conversa, quando ambos já estão calmos. Coloco eles para se acalmarem enquanto me acalmo também. Pelo menos TENTO!!! kkkkk
Percebo também que eles “escolhem” o dia que vão fazer, geralmente nos dias que estamos mais cansadas, irritadas, de TPM, com alguma preocupação…
O negócio é respirar fundo e seguir o mantra: inspira, respira, não pira!!!
E vamu que vamu!!!! Kkkkk
Como vocês lidam com as birras? Contem pra gente!!! Vamos trocar dicas e experiências…
Beijos

Comentários

About Author