10 coisas que não devemos falar perto das crianças

Vocês já escutaram aquela frase que as crianças são como esponjas?!?! Elas absorvem tudo que fazemos e falamos.
Não tenho a menor dúvida que somos o grande exemplo de vida para elas e temos a maior participação na construção de suas personalidades! Portanto devemos monitorar o tempo inteiro as nossas ações! Tanto o que fazemos como o que falamos! Temos que lembrar sempre que somos o espelho delas! E todo cuidado e carinho é pouco….
Pensando nisso, listei 10 coisas que li e acho fundamental estarmos atentas quando estamos perto dos nossos filhos! Sei que temos dias difíceis, mas sempre que acho que vou explodir com as meninas tento tirar alguns minutinhos para que eu possa respirar…
Portanto: Inspire, respire e não pire! E tente sempre lembrar dessas dicas!
Beijos!!!
1 – Não rotule o seu filho de levado, chato, lerdo, agitado ou outro adjetivo agressivo, mesmo que de brincadeira. Isso fará com que ele se torne realmente isso.
2 – Não diga apenas sim. Os nãos e porquês fazem parte da relação de amizade e educação que os pais querem construir com os filhos.
3 – Não pergunte à criança se ela quer fazer uma atividade obrigatória ou ir a um evento indispensável. Esse tipo de situação não tem negociação. Converse com o seu filho sobre o que vai acontecer e se necessário faça alguns combinados prévios.
4 – Tente entender e traduzir as emoções do seu filho. Não mande a criança parar de chorar, por exemplo. Se for o caso, pergunte o motivo do choro ou apenas peça que mantenha a calma, ensinando assim a lidar com suas emoções.
5 –  Tente ser o mais transparente com o seu filho, ele estará aprendendo a ser verdadeiro. Por exemplo, não diga que a injeção não vai doer, porque você sabe que irá. A menos que seja gotinha, diga que será rápido ou apenas uma picadinha, mas não engane.
6 – Não diga palavrões. Seu filho vai repetir as palavras que ouvir.
7 – Não ria do erro da criança. Fazer piada com mau comportamento ou erros pode inibir o desenvolvimento saudável.
8 – No momento de fúria do seu filho, tente manter a calma. Explique que assim que ele parar de chorar ou fazer birra você estará lá para conversarem. Nunca fale que ele está parecendo um bobo, feio ou algo parecido.
9 – Não diga que foi apenas um pesadelo e mande voltar para a cama. As crianças têm dificuldade de separar o mundo real do imaginário. Quando acontecer um sonho ruim, acalme seu filho e leve-o para a cama, fazendo companhia até dormir.
10 – Nunca diga que vai embora se não for obedecido. Ameaças e chantagens nunca são saudáveis.

Fonte: Psiconlinebrasil
Comentários

About Author